DE UM ÚNICO CEITIL – Irmão José

Não assumas nenhum compromisso, imaginando que não chegará o momento de cumpri-lo.

Por mais antigo seja, débito algum permanece esquecido pela Vida.

Assim como o teu nome fica registrado em determinados órgãos de competência, pela dívida que não quitaste em tuas transações comerciais no mundo, já, perante a contabilidade da Divina Justiça, não te será possível o calote.

Assim sendo, procura administrar a existência para que não te excedas na capacidade de honrar os encargos que necessitas atender de imediato.

Não adquiras novos carmas.

Óbvio que sempre te será possível negociar e obter um parcelamento no que tange ao montante do débito moral que contraíste, mas não ignores que dele não te será possível o desconto de um único ceitil.

Irmão José (psic. Carlos Baccelli – do livro “Ajuda-te e o Céu te Ajudará”)