EXCESSOS – Irmão José

EXCESSOS

Guarda-te dos excessos: o que é demais perturba.

Não avances limites: o que extrapola fere.

Em tudo quanto faças, busca ser comedido.

Do que queiras, não queiras além do que te cabe.

No que a Vida de dá, tens o que necessitas.

A rigor, só não tens, o que pertence aos outros.

Irmão José e Eurícledes Formiga (Poesias) (psic. Carlos Baccelli – do livro “Frutos da Mediunidade”)