HUMILDADE – Irmão José

Jamais nos acreditemos maiores ou melhores do que os outros.

Não existem privilégios na Criação Divina.

Cada espírito encontra-se vivenciando a experiência que lhe diz respeito, com vistas à Perfeição.

As posições que os homens ocupam na Terra, consoante a Lei da Reencarnação, alteram-se de vida em vida.

Todos os implementos materiais não passam de recursos descartáveis para que o espírito efetue o seu aprendizado.

O espírito, onde estiver, vale pelo que é, na intimidade de si mesmo.

Existem grandes almas corporificadas no mundo, iluminando-se ainda mais no anonimato social em que se ocultam.

Enquanto os espíritos dominados pela matéria disputam sobre a Terra o status dos cargos, os espíritos conscientes da necessidade de se espiritualizarem disputam o privilégio dos encargos.

Não confundamos humildade com subserviência.

A virtude da humildade há de ser tão espontânea e tão genuína quanto o perfume das flores que desabrocham nos campos.

Não nos esqueçamos de que Jesus, o Senhor da Vida, escolheu vir ao mundo numa manjedoura, nasceu escravo na descendência da menor entre as tribos de Israel, pregou o Evangelho aos filhos enjeitados da raça e concluiu a sua luminosa missão dependurado num madeiro ignominioso, rodeado pela companhia de dois malfeitores.

Irmão José (psic. Carlos Baccelli – do livro “Lições da Vida”)