MESMICE – Irmão José

É inegável que te encontres na situação a que fizeste jus pelo teu esforço e merecimento.

A tua vida são tua semeadura e colheita.

Não inculpes ninguém pelo que tens e pelo que és.

O amanhã é sempre a consequência do hoje.

Se não trabalhares com afinco, não sairás da situação em que presentemente te vês.

Para quem prossegue na mesmice, os dias se repetem, enfadonhos.

Se apenas te levantas pela manhã, esperas pelo almoço, teces comentários desairosos em torno da situação e das pessoas, enquanto aguardas a hora do jantar, o que queres que te aconteça de diferente?

Existem espíritos que atravessam encarnações inteiras assim, ou seja, centrados excessivamente em si, à semalhança da tartaruga, que, ao menor sinal de solicitação externa, se oculta na carapaça.

Se não saíres de ti mesmo, até que a dor delibere extrair-te do comodismo voluntário em que te refugias, ficarás sempre a sós contigo.

Irmão José (psic. Carlos Baccelli – do livro “De ânimo firme”)