MISERICÓRDIA – Irmão José

MISERICÓRDIA

Como se o teu filho nunca fosse errar, não perdoas ao filho de ninguém.

Como se o teu neto estivesse imune a toda mazela, não demonstras indulgência para com as imperfeições do neto de outros avós.

Como se o teu irmão consanguíneo jamais fosse carecer de uma nova oportunidade, sonegas oportunidade ao irmão de quem te suplica por ele.

Se não tens o hábito de estender as mãos para o desconhecido que cai, como hás de rogar mãos estendidas em proteção a quem amas, quando esteja descendo ladeira abaixo?

Todos, um dia, haveremos de necessitar da misericórdia de alguém em favor dos que, por maior seja o nosso empenho, não conseguimos auxiliar.

Não cerres, pois, a porta, sobre a qual a Vida te levará a bater.

Irmão José (psic. Carlos Baccelli – do livro “Pai, Perdoa-lhes!”)