OBSTÁCULOS – Eurícledes Formiga

Se te dispões a servir,
Não reclames, na jornada,
Dos espinhos e pedrouços
Que encontres por sobre a estrada.
*
Sob os pés de quem procura
Seguir cumprindo o dever,
Todo caminho é repleto
De empecilhos a vencer.
*
Só não enfrenta obstáculos,
Quem pára de caminhar
E, com receio da luta,
Não sai do próprio lugar!…
*
Irmão José e Eurícledes Formiga (Poesias) (psic. Carlos Baccelli – do livro “Frutos da Mediunidade”)