ÓDIO E PERDÃO – Irmão José

Não transformes a vida em terreno de agruras.

Quem não esquece a ofensa, cultiva espinhos em si.

Não adubes o mal com teu ressentimento.

Nem regues com o teu pranto a semente da dor.

Ódio no coração é veneno na fonte.

Só o perdão é que faz a alma florescer.

Irmão José e Eurícledes Formiga (Poesias) (psic. Carlos Baccelli – do livro “Frutos da Mediunidade”)