PERDÃO AOS AMIGOS – Irmão José

PERDÃO AOS AMIGOS

Se Jesus recomendou o perdão aos inimigos, o que não nos solicitaria em relação aos amigos?

Porque, em algum momento, alguém tenha deixado de corresponder às tuas expectativas, não rompas antiga relação de amizade.

Por serem tão frágeis quanto nós, os amigos também falham…

Nem sempre as pessoas das quais costumamos muito esperar estão em seu melhor dia.

Companheiros de atitude irrepreensível podem decepcionar-nos.

Por que haveríamos de perder a confiança em quem, num instante de fragilidade, se revelou tão humano quanto nós?

Se as pessoas deixassem de nos considerar amigos porque lhes causamos esta ou aquela frustração, é provável que não tivéssemos amizade com uma só delas.

Irmão José (psic. Carlos Baccelli – do livro “Pai, Perdoa-lhes!”)