PIEDADE INÚTIL – Irmão José

De que vale o teu sentimento de piedade pela criança que esmola no semáforo, se nada fazes para tirá-la da rua?

Para que serve o teu conhecimento do familiar que se encontra em dificuldade, se não te animas a oferecer-lhe os teus préstimos?

O sentimento de compaixão pelos sofredores que não se materializa, no sentido de minimizar a dor alheia, é comparável ao remédio que permanece inacessível na prateleira da farmácia.

Não derrames lágrimas como quem acredita que elas possam substituir o suor que deves verter na construção do Mundo Melhor.

Se não te dispões a servir, o teu êxtase na oração, por maior seja o teu arrebatamento espiritual quando oras, não passa de meras palavras que nunca chegam a Deus.

Irmão José (psic. Carlos Baccelli – do livro “Ajuda-te e o Céu te Ajudará”)