PRENÚNCIO – Irmão José

PRENÚNCIO

Percalços na jornada? Não há quem os evite.

Mágoas a superar? Não há quem não as tenha.

Provas inesperadas? Não há quem não as sofra.

Sonhos que se frustraram? Não há quem não os chore.

Antecedendo a luz, a treva é natural.

Toda dor é prenúncio de maior alegria.

Irmão José e Eurícledes Formiga (Poesias) (psic. Carlos Baccelli – do livro “Frutos da Mediunidade”)