PRESÉPIO ORIGINAL – Eurícledes Formiga

PRESÉPIO ORIGINAL

Ao ver esta casa humilde,
Tenho a nítida impressão
De estar vendo, dentro dela,
Jesus nascendo no chão…
*
Esta mesa – o berço pobre
Em que se acolhe o Senhor,
Abrindo os braços ao mundo
Em nome do Eterno Amor…
*
Esta cidade – Belém,
Que nos congrega na fé,
Ante o fulgor de uma estrela
Que todos sabem qual é…
*
Vindos de terras longínquas,
Lembramos reis e pastores,
Trazendo ao Divino Infante
Oferendas e louvores…
*
E, formando neste templo,
Um presépio original,
Cantamos na voz dos anjos:
– Glória a Jesus no Natal!…
*
Irmão José e Eurícledes Formiga (Poesias) (psic. Carlos Baccelli – do livro “Frutos da Mediunidade”)