QUEM SERÁ? – Eurícledes Formiga

QUEM SERÁ?

Naquela casinha pobre
Que o mundo segue esquecendo,
Sob a estrela que cintila,
Quem será que está nascendo?
*
Nos braços daquela Mãe
Que, de sorrir, não se cansa,
Quem será, nimbada em luz,
Aquela meiga criança?
*
Quem será aquele jovem
Que corre pelos caminhos,
Cabelos soltos ao vento,
Brincando com os passarinhos?
*
Quem será aquele homem
Que vai dividindo o pão
E a todos quantos o ouvem
Fala de amor e perdão?
*
E o humilde peregrino
Que sobre a Terra, onde está,
Ensina o Reino de Deus,
Qual seu nome? Quem será?
*
Afinal, quem é aquele,
Em seu próprio itinerário,
Passo a passo, sob a cruz
Que vai levando ao Calvário?…
*
É Jesus, que pode ser
Qualquer um na Humanidade,
Vivendo em prol dos que sofrem,
Praticando a Caridade!…
*
Irmão José e Eurícledes Formiga (Poesias) (psic. Carlos Baccelli – do livro “Frutos da Mediunidade”)