DESCENDÊNCIA BIOLÓGICA E ESPIRITUAL – Irmão José

“O mandamento: ‘Honrai a vosso pai e a vossa mãe’ é um corolário da lei geral de caridade e de amor ao próximo, visto que não pode amar o seu próximo aquele que não ama a seu pai e a sua mãe…” – (“O Evangelho Segundo o Espiritismo”, Cap. XIV – Honrai a vosso pai e a vossa mãe.)

Numerosos são aqueles que reclamam de uma educação ineficiente que teriam recebido de seus genitores, determinando as limitações intelecto-morais que lhes caracterizam a existência no corpo.

Outros muitos chegam a culpá-los pela condição genética deficitária em que renasceram, sem que, através da reencarnação, ao terem assim retornado à Terra, nada possam fazer para alterar a própria condição.

Sem dúvida, em nova existência, quase todos os que retomam o corpo carnal se veem sujeitos às leis da matéria, quando, com as suas qualidades de espírito, ainda não disponham de recursos para a elas se sobreporem.

Igualmente, não se pode negar que a influência do meio é fator a pesar na formação do caráter, e mesmo no menor ou maior desenvolvimento da inteligência daquele que retorna à liça no mundo.

Não obstante, precisamos considerar que todos esses fatores, e outros mais, submetem o espírito destituído de mérito, ou de aquisições anteriores, para fazer com que as circunstâncias da reencarnação o favoreçam conforme ele desejaria ser favorecido.

Na esteira destas reflexões, porém, é-nos lícito formular duas indagações a nós mesmos, a respeito do que, na construção do destino, verdadeiramente, consideramos vantagem ou desvantagem para o espírito imortal.

– Até onde um corpo plenamente saudável – e portador de inegáveis atrativos físicos – seria capaz de nos auxiliar na vitória que pretendemos contra as tendências de ordem inferior?!

– O que haveríamos de fazer com um cérebro que nos predispusesse a maior agilidade de pensamento, sem que, sobre as nossas próprias faculdades intelectivas, tivéssemos qualquer ascensão de ordem moral?!

No entanto, se tais elucubrações não nos forem capazes de satisfazer, não olvidemos que corpo e meio sociocultural em que o homem vive no mundo, tanto quanto desenvolvimento intelecto-moral, na gleba da reencarnação, representam colheita de semeadura previamente efetuada por ele.

Isto porque, acima das leis cegas da matéria, vigem as Leis que, com base na Lei de Causa e Efeito, determinam a afinidade entre os espíritos que se buscam na experiência reencarnatória, mais que biologicamente, descendendo espiritualmente uns dos outros.

Irmão José (psic. Carlos Baccelli – do livro “Vinde a Mim”)