TEMPO – Irmão José

Ninguém despreze a bênção do tempo que Deus lhe concede no mundo.

Malbaratar o tempo é adiar a felicidade.

Quantos minutos, horas e dias são inutilmente consumidos pelos homens, sem que atentem para o seu aproveitamento com vistas ao progresso espiritual?!

Quantos gastam largas faixas de tempo em conversas inúteis, repouso excessivo, ociosidade, lazer irresponsável?!

O espírito não vai à Terra para uma excursão de férias, mas sim para efetuar o aprendizado que lhe compete.

Se cada dia é importante para quem se dedica às aplicações financeiras nas casas bancárias, porque não o seria para a economia da alma, no que tange aos lucros de ordem moral?!

Valorizemos o tempo, valorizando a nós mesmos.

Aproveitemos os minutos à nossa disposição para a leitura edificante, as tarefas de beneficência, a visita ao enfermo, a correspondência ao amigo carente de uma palavra confortadora.

Quem cede a sua mente ao bem, encontra mil maneiras de cooperar na construção do mundo melhor.

O tempo é talento que quem não se preocupa em multiplicar acaba ficando sem…

Enquanto pode, o homem deve aproveitar o seu tempo, porque chegará o momento em que o tempo o convocará para efetuar meticuloso balanço de todos os seus atos.

Irmão José (psic. Carlos Baccelli – do livro “Lições da Vida”)