VAZIO DA ALMA – Irmão José

VAZIO DA ALMA

Se nunca te dispões a cooperar com a Vida…

Por mais que dela saibas, pouco te valerá.

Nada que te preencha o vazio da alma.

Nada que te assegure a paz interior.

Angústia e desencanto, descrença e desatino.

Quem faz o próprio pão não sabe o que é ter fome.

Irmão José e Eurícledes Formiga (Poesias) (psic. Carlos Baccelli – do livro “Frutos da Mediunidade”)