TODAS AS COISAS – Irmão José

Todas as coisas te estão ao alcance das mãos…

Dentre elas, a felicidade.

No entanto, é preciso que saibas para onde direcioná-las…

Não basta que simplesmente estendas as mãos no vazio.

Toda conquista requisita o mínimo de esforço.

Felicidade é construção cotidiana.

É indispensável que a edifiques com o concurso de tuas mãos…

Que a plasmes com o teu toque pessoal…

Que a materializes à tua volta com o abençoado movimento dos teus braços.

Se tudo é possível àquele que crê, mais ainda o é àquele que age.

Irmão José – psic. Carlos Baccelli – do livro “Ao Alcance das Mãos”

PERSEVERANÇA – Irmão José

Perseverança é esforço contínuo, sem esmorecimento algum.

É obra de paciência e determinação no que se pretende alcançar.

Quem desanima não conclui qualquer tarefa.

Quem não persiste no que faz, deixando com frequência uma coisa por outra, nada consegue produzir.

Toda construção sólida demanda tempo.

As edificações espirituais requerem disciplina.

Se a semente germina relativamente depressa, custa-lhe produzir.

Quem não se fixa em determinada atividade não logra em parte alguma o êxito que almeja.

A inconstância é um desperdício de energias.

A perseverança é capaz de transformar a atividade considerada de menor importância em tarefa indispensável.

Irmão José (psic. Carlos Baccelli – do livro “Vigiai e Orai”)

SE NÃO CONSEGUES – Irmão José

Se não consegues libertar-te, de imediato, deste ou daquele problema que te acabrunha, procura administrá-lo.

Que as tuas dificuldades íntimas não sejam embaraço para os outros.

Que as tuas mazelas pessoais não comprometam a felicidade de ninguém.

Que as tuas lutas por melhorar não afetem a vida dos teus semelhantes.

Não sejas condescendente em excesso com os teus erros!

Não toleres em demasia as tuas constantes reincidências no mal.

Administra os teus conflitos psicológicos, pugnando por tua independência, em tuas inclinações infelizes.

Corrige-te a cada dia e, de tuas pequeninas vitórias no cotidiano, alcançarás o triunfo definitivo.

Irmão José (psic. Carlos Baccelli – do livro “Vigiai e Orai”)

METAS A CUMPRIR – Irmão José

Em termos profissionais, o homem sempre se traça metas a serem alcançadas.
Agenda-se, com o intuito de mais bem aproveitar o tempo disponível.
Disciplina-se, buscando não dispersar energias no que pretende realizar.
Recicla-se, adequando-se às exigências de atualização do conhecimento.
Esmera-se, em todos os sentidos, para não se ver fora de contexto no mercado de trabalho.
Do entanto, no que tange às conquistas de natureza espiritual, o homem não se empenha com a mesma determinação com que se lança às coisas do mundo material.
Não se impõe metas a cumprir, qual se dons do espírito pudessem lhe ser outorgados graciosamente, sem nenhum dispêndio de esforço e sem o menor interesse de sua parte.
Irmão José (psic. Carlos Baccelli – do livro “Pai, Perdoa-lhes!”)