CAPÍTULO 130 – ONDE ESTÃO? – EMMANUEL

“Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.” – Jesus. (Mateus, 11:29.)

Dirigiu-se Jesus à multidão dos aflitos e desalentados proclamando o divino propósito de aliviá-los.

– “Vinde a mim! – clamou o Mestre – tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei comigo, que sou manso e humilde de coração!”

Seu apelo amoroso vibra no mundo, através de todos os séculos do Cristianismo.

Compacta é a turba de desesperados e oprimidos da Terra, não obstante o amorável convite.

É que o Mestre no “Vinde a mim!” espera naturalmente que as almas inquietas e tristes o procurem para a aquisição do ensinamento divino. Mas nem todos os aflitos pretendem renunciar ao objeto de suas desesperações e nem todos os tristes querem fugir à sombra para o encontro com a luz.

A maioria dos desalentados chega a tentar a satisfação de caprichos criminosos com a proteção de Jesus, emitindo rogativas estranhas.

Entretanto, quando os sofredores se dirigirem sinceramente ao Cristo, hão de ouvi-lo, no silêncio do santuário interior, concitando-lhes o espírito a desprezar as disputas reprováveis do campo inferior.

Onde estão os aflitos da Terra que pretendem trocar o cativeiro das próprias paixões pelo jugo suave de Jesus-Cristo?

Para esses foram pronunciadas as santas palavras “Vinde a mim!”, reservando-lhes o Evangelho poderosa luz para a renovação indispensável.

EMMANUEL

(do livro “Pão Nosso” – psic. Chico Xavier)

VINDE A MIM – Irmão José

Nas luminosas páginas de “O Evangelho Segundo o Espiritismo ” – onde o Codificador deixou pulsando o coração da Terceira Revelação – o convite que o Cristo nos formulou há dois mil anos renova-se a toda Humanidade: ” Vinde a Mim, todos vós que estais aflitos e sobrecarregados, que eu vos aliviarei”.

Através das reflexões que alinhávamos neste volume que ora surge a lume, intentamos, unicamente, prestar a nossa singela homenagem aos 150 Anos da publicação desta Obra, que, sem dúvida, no Espiritismo, revelou a face do Consolador que, no momento oportuno, o Cristo prometera enviar à Terra, a fim de ensinar-nos todas as coisas e fazer-nos recordar tudo do que Ele nos houvera dito.

Temos, pois, absoluta certeza de que compulsando conosco as páginas que escrevemos sob a inspiração de “O Evangelho”, todos haverão de encontrar nelas não somente consolo para as suas dores mas igualmente esclarecimentos para o seus anseios de mais amplo conhecimento da Verdade que liberta.

Que o Cristo nos abençoe e nos auxilie, agora, a vivenciar, na Doutrina da Fé Racionada que abraçamos, os seus postulados de Amor e Luz, que, em vão, os homens vêm tentando macular ao longo dos séculos.

Irmão José
Uberaba – MG, 1º de Abril de 2014.
(Introdução do livro “Vinde a Mim” – psic. Carlos Baccelli)